quarta-feira, 25 de julho de 2018

«SOBRE ELEIÇÕES 2018» NANDO VAZ, LÍDER DA UPG ACONSELHA AO GOVERNO DA GUINÉ-BISSAU AGIR EM CONCERTAÇÃO COM PARTIDOS POLÍTICOS

Bissau,25 Jul 18 (ANG) – O Presidente do partido União Patriótica Guineense (UPG), disse congratular-se com o facto de haver medidas para a concretização da data de 18 de novembro para ida as eleições mas que aconselha o Governo a agir em consonância com os partidos políticos.

O líder da UPG afirmou que a Lei eleitoral guineense estabelece dois meses para o recenseamento interno e três meses para a diáspora mas que o actual Governo determina trinta dias sem concertar com ninguém.

“Quais são os meios que o Governo tem para fazer um recenseamento de raiz e segundo dizem pretende atingir cerca de um milhão de eleitores e com que meios”, questionou Vaz em declarações à ANG.

O Presidente da UPG disse ainda que desconhecem a quantidade de kits que o Governo vai utilizar no recenseamento e salientou que precisam dessas informações de forma a puderem se pronunciar de uma forma mais consistente.

“Neste momento não temos nenhuma informação oficial de que o recenseamento irá decorrer contrariamente ao estabelecido na Lei Eleitoral, a não ser por via da imprensa”, explicou.

Fernando Vaz referiu que o Governo tinha apresentado três cenários para o recenseamento, acrescentando que até agora não sabem quais dos cenários vai ser levado em conta.

“Contudo, estamos satisfeitos porque existe um passo para a efetivação das eleições na data de 18 de novembro”, frisou o líder da UPG. 

Conosaba/ANG/ÂC//SG

Sem comentários:

Publicar um comentário