segunda-feira, 23 de julho de 2018

RECENSEAMENTO ELEITORAL NA GUINÉ-BISSAU SERÁ ENTRE 23 DE AGOSTO E 23 DE SETEMBRO

Aministra da Administração Territorial, Ester Fernandes
O Governo da Guiné-Bissau fixou as datas de 23 de agosto a 23 de setembro para o recenseamento de eleitores e reafirmou a sua determinação em realizar eleições legislativas no dia 18 de novembro.

Em comunicado a que a Lusa teve hoje acesso, a ministra da Administração Territorial, Ester Fernandes, adiantou que os locais e os horários do recenseamento eleitoral serão oportunamente anunciados, através dos órgãos de comunicação social.

Em conselho de ministros, o executivo liderado por Aristides Gomes decidiu proceder ao registo biométrico de novos eleitores e dar-lhes um recibo que será substituído no momento da entrega dos cartões no GTAPE (Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral) em Bissau e nas regiões.

Ao invés de cartões de eleitorais em plástico PVC (policloreto de polivinila) o Governo guineense decidiu emitir cartões laminados.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) projeta registar cerca de um milhão de novos eleitores.

Um conselho de ministros especial foi marcado para hoje, tendo como pano de fundo ultimar as questões técnicas sobre o recenseamento eleitoral e sobretudo decidir como proceder para aquisição de equipamentos do registo, indicou a Lusa fonte governamental.

A reunião vai decidir se o Governo aluga a uma empresa especializada ou pede emprestado os equipamentos do recenseamento eleitoral a Portugal, Timor-Leste ou a Nigéria.

Conosaba/Lusa

Sem comentários:

Publicar um comentário