sábado, 27 de agosto de 2016

EMBAIXADOR M. DJASSI DOOU EQUIPAMENTOS DESPORTIVOS AOS "BALANTAS DE MANSOA"

«RECADOS» "SE VENCER AS ELEIÇÕES, IREI COLOCAR MUGABE E MUSEVENI NA PRISÃO" DIZ O MAGNATA AMERICANO



O magnata Donald Trump mandou um recado ao presidente do Zimbábue, Robert Mugabe e o presidente do Uganda, Museveni . O mesmo prometeu fazer uma marcação serrada a esses dois líderes caso vença as eleições nos Estados Unidos da América.

“Quero reiterar que não vou tolerar qualquer tendências ditatoriais exibidas pelos ditadores ao redor do mundo, especialmente os dois velhos de Zimbabué e Uganda. Mugabe e Museveni devem ser controlados, porque os seus dias estão contados, e eu vou prendê-los, vou coloca-los na prisão. Se a última administrações americana não consegui faze-lo, eu o farei pessoalmente”, disse Donald Trump.

“Mugabe e Museveni deram muitos problemas ao mundo e chegou o tempo para colocar um fim nesses loucos para que a paz prevaleça “, acrescentou Trump.

Se Obama teve medo, eu não terei. Se Clinton e Bush tiveram medo, se o papa se ajoelhou diante deles, eu nunca vou ser me rebaixar a esse nível. Eu nunca irei me intimidar. Eu prometo limpar toda a confusão política em todo o mundo e promover a justiça internacional”, sentenciou Trump.

Conosaba com noticias.mozmassoko

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

«FOTOS» ONTEM, A CHEGADA DO PRESIDENTE DA GUINÉ-BISSAU, APÓS A VISITA DE AMIZADE À REPÚBLICA DO CONGO

  Bissau: AEROPORTO INTERNACIONAL OSVALDO VIEIRA (curu sabi tene...tudu na bari Jomav padja kkkk)


  
 Na sala VIP de Aeroporto de Bissau: José Mário Vaz, Cipriano Cassama e Baciro Dja

 Presidente da República, Presidente da ANP e Primeiro-Ministro da Guiné-Bissau

Chefias Militares (Comando Militar)

Ministros 





«JOMAV» PRESIDENTE DA GUINÉ-BISSAU SATISFEITO COM A 'FUNDAÇÃO WESTAFRIKA'


O Chefe de estado Guineense, José Mário Vaz, pediu nesta sexta-feira a fundação Alemã WESTEAFRIKA INTERNACIONAL e a Empresa AGUSTUS GBN, para contribuírem na produção de Arroz e no abastecimento de mercado nacional com pescado como forma de acudir as necessidades da população Guineense.

Para o chefe de estado que falava durante uma audiência de cerca de uma hora com os promotores da fundação e sócios da HOLDING AUGUSTUS e que já abriu uma sucursal na Guiné-Bissau, Guineenses devem ter na suas casas arroz e peixe suficientes para se alimentar uma vez que o país dispõe de potencialidades para a produção de arroz e peixe em grande quantidade.

A FUNDAÇAO WESTAFRICA INNTERNACIONAL, vai apoiar na reabilitação de antigo Internato de Mores no norte da Guiné-Bissau que passara a funcionar como uma Escola Técnica num valor total de 100 milhões de francos CFA e, na reabilitação de uma escola na vila de Bula também no norte do Pais tendo disponibilizado uma soma de 50 mil Euros cerca de 33 milhões de Francos CFA.

Quinta-feira os promotores da fundação e da empresa AUGUSTUS GNB estiveram reunidos com chefe de governo Baciro Djá.

Fundação efetuou ainda a entrega de contentor 40 pés destinado a Hospital Nacional Simão Mendes, contendo matérias estimado a cerca de 300 mil euros.

Os investidores Alemãs foram convidados a Guiné-Bissau pelo Embaixador da Guiné-Bissau em BERLIM, capital da Alemanha, Dr Malam Djassi, que tem em carteira, vários outros investidores num futuro próximo visitarão o nosso Pais.

Conosaba



Califa Soares Cassama

«PESCA ILEGAL» MINISTÉRIOS DO INTERIOR E DA JUSTIÇA GUINEENSE ACORDAM COMBATER PRÁTICAS ILÍCITAS



Bissau,26 Ago 16(ANG) – Os Ministérios do Interior e da Justiça assinaram recentemente um acordo de colaboração institucional para o combate às práticas ilícitas concretamente a pesca ilegal e o tráfico de drogas e demais crimes organizado nas zonas insulares.

Para o efeito, o ministro de Estado do Interior anunciou a aquisição para breve de duas vedetas rápidas para a fiscalização marítima, combate ao crime organizado e proteger as águas territoriais do país

Segundo o jornal Nô Pintcha, Botche Candé pediu aos agentes da Guarda Nacional para demonstrarem a sua total disponibilidade, competência e vontade em defender e proteger os recursos marinhos do país.

“Devem demonstrar que a vontade não vos falta mas sim os recursos materiais é que são escassos. Por isso, essas duas vedetas devem ser o início de vários outros apoios que vão receber para da melhor maneira, exercerem as vossas funções”, aconselhou o governante.

O titular da pasta do Interior sublinhou que os parceiros financiadores têm a consciência das limitações das referidas vedetas, mas, segundo referiu, servirão de teste à vontade e capacidade dos agentes de fiscalização marítima.

Ao falar sobre o tráfico de drogas no país, Botche Candé afirmou que a sua erradicação só será impossível se eles mesmo forem traficantes ou beneficiários deste fenómeno terrível, acrescentando que não duvida do nível de formação dos seus técnicos em matéria criminal.

O ministro do Interior advertiu ao Secretário de Estado da Ordem Pública ao Comissário Nacional da Ordem Pública e ao Comandante da Guarda Nacional de sobre a necessidade de enfrentarem com firmeza todos os crimes que afectam negativamente a sociedade guineense.

Por sua vez, o ministro da Justiça, Luís Olundo Mendes disse que vai entregar o referido acordo institucional ao representante especial do Secretário-geral da ONU na Guiné-Bissau, Modibo Turé, enquanto parceiro financiador para a aquisição das duas vedetas rápidas.

“Da parte do Governo guineense todos os passos estão definidos. Resta agora as diligências dos parceiros para a vinda dos mesmos navios permitindo a Guarda Nacional fazer o seu trabalho”, explicou.

O acordo visa reduzir e se possível acabar mesmo com as denunciadas actividades de pesca ilegal por parte dos navios estrangeiros e eventuais acções de tráfico de drogas nas zonas insulares.

ANG/Nô Pintcha/Conosaba

SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA ANP DA GUINÉ-BISSAU MARCADA PARA INICIO DE SETEMBRO

O porta-voz dos 15 deputados dissidentes afirmou, hoje, sexta-feira, que o programa do actual governo dirigido por Baciro Djá vai ser discutido nos próximos dias 1 e 2 de Setembro numa sessão extraordinária a ser marcada por Cipriano Cassamá
Rui Diã de Sousa proferiu estas declarações depois de o encontro que o grupo dos 15 e o Partido da Renovação Social manteve nesta manhã com o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá onde adianta, no entanto, que esta é uma data de consenso escolhida pelas partes envolvidas na crise.
“Ao longo do encontro foram avançadas várias ideias. A verdade é que para este encontro a via que elegemos permitiu que chegássemos a uma proposta razoável que responda aos superiores interesses nacionais”, disse Diã de sousa que diz estar confiante nos esforços a serem feitos a nível da ANP para que naquela data o programa seja votado para tirar o país no bloqueio em que se encontra.
Rui Diã de Sousa disse ainda que a formação do governo compete ao presidente da república.
“O que fazemos no momento é debruçar sobre questões fundamentais do país. A formação do governo é da competência de outros órgãos. É ao presidente que compete formar ao governo e é ao presidente indigitar quem ele entender para liderar o executivo, portanto não é da competência do parlamento”, adianta.
Entretanto, numa nota de imprensa da ANP enviada a RSM, o parlamento disse que depois deste encontro, que também envolveu o Partido Nova Democracia (PND), chegou-se a conclusão que o regimento deve ser escrupulosamente observado em matéria de convocação das sessões plenária, nomeadamente, reunir a mesa e a conferencia de lideres da comissão permanente, e que Cipriano Cassamá retém a data de 1 e 2 de Setembro, como proposta para apresentar aos órgão competentes para o efeito da deliberação.
Na mesma nota o parlamento diz que deve ser elegido o dialogo como único meio adequado para a saída da crise prevalecente no país e na ANP.
Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos/Conosaba

GOVERNO GUINEENSE PRETENDE MELHORAR SITUAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL NO PAÍS

O governo pretende implementar um Sistema de Seguimento da Segurança Alimentar e Nutricional no país com acções integradas em nutrição e desenvolvimento agrícola, financiada pela União Europeia e será executada até Fevereiro de 218
Facto motivou a assinatura de acordo quadripartido, hoje, sexta-feira, entre o ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural e o Instituto Nacional de Estatísticas da Secretaria de Estado de Plano e Integração Regional, a Organização das Nações Unidas para a alimentação e Agricultura e o Programa Alimentar Mundial.
Durante o acto o ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Rui Nené Djata, disse que o objectivo primordial do ministério que dirige visa “a implementação de novas abordagens de enquadramento camponês assim como as técnicas melhoradas nos diferentes sistemas de produção a baixo custo tendo em conta os costumes e as tradições etno-culturais de cada zona agrícola com vista a aumentar “de forma sustentável” a produção e a produtividade agro-pastoril e contribuir na redução da insegurança alimentar e nutricional da população.
Maria de Valle Ribeiro, em representação das Nações Unidas, disse que o aspecto importante do programa ora assinado é de desenvolver a sua continuidade.
“Com ou sem crise deve haver sistemas capazes de continuar e de fazer desenvolver o país e a reforçar cada vez mais a nossa parceria”, adverte.
Já para a representante do Programa Alimentar Mundial, Kiyomi Kawaguchi, agora celebra-se uma “melhor sistema” de monitoramento e seguimento de sistema de segurança alimentar e nutricional que permitirá o país e o povo ter dados a nível nacional da situação real em termos de segurança alimentar para responder melhor e mais rápido e adequadamente a necessidade das pessoas.
O propósito deste acordo quadripartido é de melhorar a orientação na elaboração e na implementação das respostas, de modo a contribuir para melhorar a situação alimentar e nutricional das populações vulneráveis segundo as estratégias e as prioridades do governo.
O Sistema de Seguimento da Segurança Alimentar e Nutricional foi instituído pelo Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural e o Programa Alimentar Mundial em 2006 foi interrompido várias vezes pela crise politica. Esteve activo até 2008 e reactivado em 2011 e interrompido em 2012.
Por: Elisangila Raisa Silva dos Santos/Conosaba