segunda-feira, 23 de julho de 2018

«NA IMPLEMENTAÇÃO DE REFORMAS POLITICAS, PROGRAMAS E PROJECTOS» GUINÉ-BISSAU REGISTOU UMA TAXA DE 36,2%, EM 2017


A Guiné-Bissau registou uma taxa de 36,2 por cento, em 2017, na implementação de reformas políticas, programas e projectos comunitários da União Económica Monetária Oeste Africana (UEMOA)

Os dados foram avançados, esta segunda-feira (23), durante os trabalhos de validação anual das reformas, políticas programas e projectos comunitários, iniciada na passada sexta-feira, entre o governo guineense e a UEMOA.

O encontro visa apreciar o desempenho e os esforços dos Estados comunitários para permitir identificar as dificuldades para, consequentemente, procurar soluções.

O Primeiro-Ministro, Aristides Gomes, diz que a estatística conseguida é o reflexo do ritmo dos problemas e das dificuldades em seguir os desafios mundiais.

Aristides Gomes explica ainda que o governo pretende ter uma secção de avaliação sectorial com a UEMOA para que a Guiné-Bissau consiga andar no mesmo ritmo com outros países revelando as condições atractivas para o investimento.

O encontro de avaliação anual entre o governo da Guiné-Bissau e a UEMOA termina esta terça-feira.
Conosaba/radiosolmansi



1

Sem comentários:

Publicar um comentário