sexta-feira, 31 de agosto de 2018

PRS DISPONÍVEL PARA COLIGAÇÕES ELEITORAIS


O Partido da Renovação Social (PRS) diz estar “disponível para aceitar eventuais solicitações para se coligar com outras formações políticas” nas próximas legislativas de 18 de novembro de 2018. A disponibilidade dos renovadores foi manifestada publicamente hoje, 29 de agosto, pelo porta-voz do partido, Victor Pereira.

O dirigente do PRS entende que é uma matéria que o seu partido aprecia, por isso “está disponível” para encontrar-se com forças políticas interessadas em estabelecer aliança política nas eleições legislativas de novembro deste ano.

Esta quarta-feira, a Comissão Política Nacional do PRS reuniu-se numa das unidades hoteleiras em Bissau para analisar a situação política e posicionar-se em relação a atrasos que se resistam no início de registo dos potenciais eleitores guineenses, tanto dentro como na diáspora. Victor Pereira assegurou que o seu “partido está disponível a juntar-se com qualquer formação política que lhe garanta a vitória e, sobretudo, a estabilidade política e governativa”.

Victor Pereira revelou ainda que a direção do PRS já autorizou a criação de uma comissão encarregue de negociar o dossiê de alianças com os partidos políticos “da área de intervenção e de interesse eleitoral dos renovadores”.
Apesar da insistência dos jornalistas, o porta-voz do partido de “arroz e milho” escusou-se que não se trata “de uma coligação eleitoral”, mas, sim, de um “entendimento” dentro do quadro político guineense.

“Não estamos a falar de coligação eleitoral, mas fundamentalmente de entendimentos, em primeiro lugar. Coligação ou não, isso dependerá dos resultados das negociações”, esclarece Victor Pereira, escusando-se em várias ocasiões apontar possíveis formações políticas que possam constituir confiança dos renovadores partido para uma eventual aliança.

No capítulo das decisões (deliberações) internas, Orlando Mendes Viegas [um dos vice-presidentes do PRS] foi eleito pelos membros da Comissão Política para desempenhar as funções de diretor nacional da campanha dos renovadores, tendo como seu vice-diretor, Faustino Imbali e Maria Inácia Có Sanhá é a secretária da diretoria da campanha para as eleições legislativas de 18 de novembro.

PRS reafirma a sua confiança na realização das eleições a 18 de novembro de 2018. Contudo, diz estar aberto a apreciar qualquer imprevisto que possa inviabilizar a data do escrutínio de novembro, “devido às dificuldades do Governo liderado por Aristides Gomes em cumprir com a data fixada”.

Neste sentido, o porta-voz do PRS espera que, enquanto estão em curso os esforços, que todos os atores interessados no processo assumam a sua responsabilidade em relação à realização das eleições na data fixada, lembrando que ela foi “fixada com base nas normas e lei, assim como todos concordaram com a mesma”.

No seu discurso, Orlando Mendes Viegas promete formar uma equipa forte, “com pessoas competentes” para fazer face às exigências das próximas eleições legislativas de 18 de novembro 2018. Prometeu trabalhar para pôr o Partido Africano da Independência da Guiné e cabo Verde, o PAIGC na oposição.

Por: Sene CAMARÁ
Foto: SC

Sem comentários:

Publicar um comentário