quarta-feira, 6 de junho de 2018

«INCONFORMADOS« COMUNICADO

O MCCI- Movimento de Cidadãos Conscientes e Inconformados, nunca compactou com a violência. Pois em todos seus protestos contra o regime ditatorial do presidente da república, senhor José Mario Vaz, agiu pacificamente porque a violência contra a integridade física de qualquer ser humano vai contra todos os ideais defendidos pelo mesmo. 

O MCCI vem através deste meio condenar a agressão física do porta-voz do seu movimento Lesmes Monteiro, porque não passa de uma ação triste, cobarde e uma tentativa de silenciar o povo. 
MCCI responsabiliza o PR Jomav e seu Primeiro Ministro Umaro Sissoco, por este acto e qualquer outro que venha acontecer aos dirigentes do MCCI, assim como nós na Diáspora, porque já nos foi informado de que todos nós somos alvo a bater. Queremos reafirmar de que não desisteremos!!! 

Essa luta continua nem que custe o nosso sangue (como já está a acontecer ), mas acreditamos piamente que o povo da Guiné-Bissau deve viver na paz e estabilidade. Hoje mais que nunca estamos unidos e fortes. Agradecemos a todos os irmãos inconformados que desde as primeiras horas têm vindo a prestar solidariedade para com o povo sofrido. 

O Movimento chama a comunidade internacional para assumir as suas responsabilidades perante um país e o seu povo martirizado pelo regime de JOMAV. O JOMAVISMO está no seu fim. Mais uma vez, esperamos que os órgãos competentes estejam a tomar notas deste e de todos os actos bárbaros praticados contra a liberdade de expressão, direito cívico e democrata do povo, pois vai contra os princípios básicos dos direitos humanos e do povo. 

Aos activistas do MCCI e os Guineenses em geral para nunca desarmarem. Devemos continuar sempre firmes e determinados na luta pela causa nacional. O cumprimento das atividades de uma forma pacífica é um imperativo. A coordenação diáspora: Nancy Cardoso. Lisboa, 14/04/17. A luta continua , Povo ika lixu!

Sem comentários:

Publicar um comentário