quarta-feira, 17 de junho de 2020

PRESIDENTE SISSOCO ANUNCIA ABERTURA DAS FRONTEIRAS AÉREAS A PARTIR DE JULHO NA GUINÉ-BISSAU

O Presidente da República, Úmaro Sissoco Embaló, anunciou a abertura das fronteiras aéreas a partir do dia 01 de julho próximo, com todos os países da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO). Numa declaração em Brazzaville, capital do Congo Brazzaville, onde esteve em visita, a convite do seu homólogo Denis Sassou Nguesso, mediador de conflito da Líbia, o chefe de Estado guineense afirmou que, até ao momento, o país não está em perigo devido à pandemia.
“Até ao momento, não estamos em perigo devido à pandemia. Vivemos com a situação. A partir de 1 de julho, abriremos, como todos os países da CEDEAO, as nossas fronteiras aéreas”, afirmou.
Umaro Sissoco Embalo deixou a capital congolesa na terça-feira, 16 de junho, depois de uma visita de pouco mais de 24 horas marcada por um encontro com o seu homólogo, Denis Sassou Nguesso, anunciou a rádio pública local.
“Vim ver o Presidente, apesar da pandemia do Coronavírus (Covid-19) “, declarou Umaro Sissoco Embaló à imprensa congolesa.
Para combater a pandemia, disse, “criamos um alto comissariado que depende diretamente do chefe de Estado. A Guiné-Bissau é um dos primeiros países da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) a iniciar a quarentena das populações”, explicou.
Segundo Embaló, chegado a Brazzaville segunda-feira, 15 de junho de 2020, o país já tem 200 casos de covid-19 curados e 15 mortes, incluindo estrangeiros.
O Presidente da República terá assegurado também a eficácia e a segurança do Covid Organics, um remédio para o Coronavírus de origem malgaxe. A Guiné-Bissau, a República do Congo, o Tchad e outros países receberam lotes do medicamento. Na Guiné-Bissau, o medicamento seria utilizado no tratamento do novo Coronavírus, mas até ao momento nenhuma entidade sanitária confirmou o uso desse medicamento no tratamento ou cura das pessoas infetadas por Covid-19.
Na sua declaração aos jornalistas, em Brazzaville, Sissoco Embaló admitiu que pacientes de Covid-19 foram curados com o Covid Organics.
“Há pacientes que foram curados com esse remédio. Eles usaram-no exclusivamente. Testes de controlo foram realizados três vezes. Posso dizer que o medicamento funciona muito bem”, precisou Umaro Sissoco Embalo.
Sobre a proposta da CEDEAO para a elaboração de uma nova Constituição, na Guiné-Bissau, disse que ela estará disponível até novembro e lembrou que já foi constituído um comité de juristas para redigir a lei fundamental. Sissoco Embaló reiterou o seu compromisso de combater a corrupção para garantir as receitas do país.
Recorde-se que o Presidente Embaló é tido como uma pessoa que conhece a Líbia e capaz de ajudar na mediação do conflito daquele país do norte da África. Embaló tem uma relação que o liga a Líbia, desde a governação de Muammar Kadhafi.
Por: Redação
Conosaba/O Democrata/angop

Sem comentários:

Publicar um comentário